Curso de Storytelling

ASSISTA o vídeo do Alexandre Camilo e participe dos cursos de storytelling.

 

 

 

Autoconhecimento através das Danças Circulares

As Danças Circulares são uma forma incrível de autoconhecimento e integração de pessoas. Através de passos simples e fáceis de aprender, as pessoas entram em um processo de meditação ativa em uma roda onde todos podem se olhar, se conectar e perceber que "somos um só".

Jà participei de diversas rodas de danças circulares e no dia 6/abril/2019 tive a honra de organizar uma roda de dança circular no encerramento da JornadaIkigai.com com a Cristiana Pontes. Vejam o vídeo que explica os que são das danças circulares.

A primeira vez que participei de uma vivência de Danças Circulares foi no TEDxJardins 2014 com a Debora Dubner. Depois participei das Danças Circulares no encerramento da conferência Educação do Futuro 20 anos no SESC Vila Mariana.

Retomei contato com as Danças Circulares com a Adriana Davanzo da Amora Simplicidade como focalizadora. Hoje compreendo como podemos nos conectar com nosso EU INTERIOR e com as outras pessoas através das danças circulares. A Amora Simplicidade que é uma empresa de desenvolvimento humano através de vivências significativas. Uma das principais atividades eram os Bailes da Amora que aconteciam todo último sábado do mês.

Tive oportunidade de participar de várias rodas de danças circulares: Monica Baliu na Fluxonomia 4D, Lena das Dobraduras no Ibirapuera, no Happiness Forum e levamos até para o encerramento de ano da Casa do Caminho. Vejam na playlist.

Origem das Danças Circulares

O movimento intitulado Danças Circulares Sagradas nasceu com o coreógrafo alemão/polonês Bernhard Wosien quando, em 1976, visitou a Comunidade de Findhorn, no norte da Escócia e pôde ensinar, pela primeira vez, uma coletânea de Danças Folclóricas para os residentes.

De Findhorn até os dias atuais é notável a expansão das Danças Circulares, que no início da década de 90, chegaram ao Brasil e se espalharam formando rodas em parques, escolas, universidades, hospitais, órgãos públicos, ongs, instituições e empresas dos mais variados segmentos.

Passo a Passo

A dinâmica das Danças Circulares Sagradas é simples. Ensina-se o passo, treina-se em roda, depois dança-se a música e aos poucos as pessoas começam a internalizar os movimentos, liberar a mente, o coração, o corpo e o espírito.

As danças podem ser simples e de fácil aprendizado, não tendo necessidade de experiência anterior para participar desses círculos. Ou podem ser danças mais sofisticadas, para quem já dança há mais tempo. As músicas escolhidas são de todos os países e as danças podem ser tradicionais, regionais, folclóricas ou contemporâneas.

Propósito

O principal enfoque na Dança Circular Sagrada não é a técnica e sim o sentimento de união de grupo, o espírito comunitário que se instala a partir do momento em que todos, de mãos dadas, apoiam e auxiliam os companheiros. Assim, ela é indicada para pessoas de qualquer idade, raça ou profissão, auxiliando o indivíduo a tomar consciência de seu corpo físico, acalmar seu emocional, trabalhar sua concentração e memória e, principalmente, entrar em contato com uma linguagem simbólica, que embora acessível a qualquer um, não é utilizada no dia a dia.

Fonte: http://www.dancacircular.com.br/oque.asp

As danças circulares permitem estar no momento PRESENTE

Como uma meditação ativa que nos conecta com nosso eu interior...
Praticar danças circulares é praticar a atenção plena ou Mindfullness.
Que nos leva a um estado de "FLOW" que nos faz sentir o tempo FLUIR
...e que nos permite brincar como crianças.
Resgatando aquela criança interior que temos dentro de nós...
Afinal... as crianças são felizes com as coisas SIMPLES...
...e elas sabem expressar AMOR com SIMPLICIDADE

"Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a." 
Johann Goethe

 

Procura palestras inovadoras? 

Escolher um bom palestrante é um dos desafios dos organizadores de eventos. Conheças o palestrante Marcio Okabe que atua com Marketing Digital desde 1998 e é apaixonado por Tecnologia na Educação, Empreendedorismo e Inovação. 

Logo-MarcioOkabe-Palestrante-300  

Parceiros de Autoconhecimento